Dia Internacional e Noite dos Museus 2019 | Programa

Dia Internacional e Noite dos Museus 2019 | Programa Museu de Arte Popular PDF

Dia Internacional e Noite dos Museus 2019 | Programa Museu Nacional de Etnologia PDF 

Anúncios

Summer Camp 2019 – Tecnologias de Cestaria Portuguesa, Museu de Arte Popular, de 15/07 a 02/08

site MAP tecnologias cestaria portuguesa

O Summer Camp de Cestaria Portuguesa tem a duração de duas semanas e meia e vai decorrer no Museu de Arte Popular (MAP) em Lisboa, Portugal.
Convidamos todos os estudantes (licenciatura, mestrado ou doutoramento) nas áreas do design, da arquitetura e das artes a explorar cinco técnicas ancestrais de cestaria, com cinco mestres-artesãos nacionais, criando projectos originais com o apoio de orientadores de design.

Os trabalhos resultantes serão incluídos na exposição “Um Cento de Cestos” a inaugurar em Setembro de 2019.

REQUISITOS

— Ter mais de 18 anos (data da candidatura)
— Ser artesão, designer ou arquiteto com interesse pela produção manual
— Ser estudante ou licenciado há menos de um ano
— Ser capaz de aprender e de comunicar em inglês
— Ter disponibilidade para participar em todas as fases do curso
— Viver na Europa e estar habilitado a viajar na Europa

INSCRIÇÕES

As inscrições estão abertas de 15 de abril a 13 de maio. A seleção será anunciada no início de junho.

DESCRIÇÃO DO SUMMER CAMP

OBJETIVOS

Trazer novas perspectivas para a cestaria artesanal passa por unir jovens aos mestres-artesãos e contar com o apoio dos mentores de design. A estrutura do Summer Camp promove o desenvolvimento de propostas criativas e colaborativas, tirando partido das características estéticas e funcionais de cinco dos principais materiais usados na cestaria em Portugal: bunho, bracejo, junca ou madeira rachada, palma e vime.

MINDSET

É importante reconhecer os artesãos como colaboradores criativos, professores e especialistas que estão envolvidos no processo criativo com os alunos. O Summer Camp é uma oportunidade para que estudantes e artesãos se envolvam  numa experimentação colaborativa.

De forma a garantir que, durante o Summer Camp, os produtos alcançados sejam de excelência, artesãos e estudantes serão acompanhados pelos mentores de design.

CONCLUSÃO

Os estudantes terão a oportunidade de aprender com os mestres-artesãos e os mentores de design, fazer parte de um processo de design colaborativo e ainda explorar uma série de técnicas que irão enriquecer o desenvolvimento da sua produção artística a partir de perspectivas diferentes, resultando numa ampla variedade de inspirações e novas experiências.

Pretende-se que o resultado final seja uma coleção de peças de alta qualidade para apresentar em diferentes exposições.


 

SUMMER CAMP OVERVIEW

15  July – 2 August 2019

This summer camp is a 2.5 week intensive workshop taking place at the Popular Art Museum (MAP) in Lisbon, Portugal. Design, architecture and craft students are invited to explore five Portuguese basket weaving methods and co-create a series of new pieces with 5 Portuguese master craftsmen guided by design mentors.

The objective is to push the boundaries of what these techniques can be used for in the twenty first century in a beautiful, intelligent and compelling way.

The Summer Camp will be held prior to the opening of Um Cento de Cestos exhibition on Portuguese Basket technology at the Museu de Arte Popular Lisbon in September 2019. The Summer Camp outcomes will be included in this exhibition.

WHO CAN APPLY

— Over 18 year old at time of application
— A young craftsman or a young designer/architect with a strong interest in craftsmanship
— A student or a young graduate (less than a year since graduation)
— Good knowledge of English
— Be able to attend the whole course
— Live in Europe and be able to travel in Europe

APPLICATIONS

15 April – 15 May  2019. Successful candidates will be announced at the beginning June.

COURSE DESCRIPTION

AIM
To bring innovation to basketry craft by uniting young people, basketry craftsmen and design mentors. The structure of the Summer Camp fosters the development of collaborative creative proposals by taking advantage of the aesthetical as well as functional characteristics of five  of the more common basketry materials in Portugal: Bunho (Tule) , Bracejo, Esparto, Palma (Palm) and Vime (wicker).

MINDSET
Craftsmen are creative collaborators and teachers. They are experts and are involved in the creative process with the students. This is an opportunity for both students and craftsmen to dive into an informed collaborative experimentation.
Craftsmen and students will be guided throughout the summer camp by the design team who are also there to guarantee goals of excellence are achieved.

OUTCOMES

Students have the opportunity to learn from craftsmen and design mentors, practice a collaborative design process and explore a series of techniques that will enrich the development of their practice. Craftsmen and students will be able to look at their practice from different perspectives and absorb a wide range of inspirations, explorations and new experiences.

The final outcome is a series of completed exhibition quality pieces.

 

Organização: Ministério da Cultura, Michelangelo Foundation for Creativity and Craftsmanship, Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, Museu de Arte Popular/Museu de Etnologia, Ass. Passa ao Futuro, The Home Project

Local: Museu de Arte Popular

 

Referências

Dia Internacional dos Monumentos e Sítios 2019 | Programa

 

DIMS 2019_MNE e MAP (3)

Programa DIMS 2019 | PDF 

 

Programa de visitas orientadas (março a setembro 2019)

Encontram-se abertas as inscrições para participação nas visitas orientadas ao Museu de Arte Popular, destinadas não apenas ao público escolar (1.º, 2.º e 3.º ciclos de escolaridade), mas também a grupos familiares e público adulto. Realizadas de quarta-feira a domingo, estas visitas orientadas organizam-se nas seguintes tipologias:

1) Visitas à exposição temporária “Físicas do Património Português: Arquitetura e Memória”, destinadas a público escolar (3.º ciclo) ou a grupos organizados (duração: 90 min.);

2) Visitas dedicadas às pinturas murais do Museu, destinadas a: a) alunos do 1.º e 2.º Ciclos e Famílias (duração: 60 min.); b) alunos em contexto de ATL e Famílias, compreendendo a realização de Oficina (duração: 120 min.);

3)Visitas dedicadas à história do Museu na sequência da “Exposição do Mundo Português” de 1940, destinadas a público escolar (3.º ciclo) ou a grupos organizados (duração: 90 min.)

Todas as visitas deverão ser objeto de marcação prévia para o email servicoeducativo@map.dgpc.pt

 

Exposição “O Fio Invisível. O Popular e o Divino no Imaginário de Sofia de Medeiros” | 7 de março a 30 de junho de 2019

 

O Fio Invisível. O Popular e o Divino no Imaginário de Sofia de Medeiros

Museu de Arte Popular, 7 de março a 30 de junho de 2019

Suscitada pelo universo criativo de Sofia de Medeiros, a exposição O Fio Invisível sublinha a relação da obra da artista com o universo de práticas, matérias e técnicas tradicionais que se constitui como fonte para a sua exploração e reinterpretação plástica. Para além da apresentação de uma seleção dos seus trabalhos realizados entre 2012 e 2017, a exposição integra igualmente um conjunto de obras inéditas, expressamente concebidas para três salas do Museu de Arte Popular, nas quais são colocadas em diálogo com uma seleção de objetos e de documentação de arquivo das coleções do Museu de Arte Popular e do Museu Nacional de Etnologia.

Mesa redonda “Novas Práticas no Património”: 7 março 18h00 | Exposição “Físicas do Património Português” | Museu de Arte Popular

 

MESA REDONDA “NOVAS PRÁTICAS NO PATRIMÓNIO” — 7 MAR 18H00

A 7 de março, às 18h00, terá lugar a segunda mesa-redonda do programa paralelo da exposição “Físicas do Património Português. Arquitetura e Memória” intitulada “Novas Práticas no Património”. Esta sessão visa abrir a discussão a novas formas de intervenção patrimonial, do monumento à micro-intervenção, do projeto de arquitetura a diferentes formas de ação e envolvimento coletivo. A conversa junta os seguintes oradores: João Mendes Ribeiro, Luís Santiago Baptista, Nuno Valentim, Ana Jara e Lucinda Correia (ARTÉRIA), Miguel Correia (COMOCO) e Paulo Borralho (atelier RUA). A moderação está a cargo de Jorge Figueira.

Exposição «Físicas do Património Português. Arquitetura e Memória» – Visita guiada pela equipa de curadoria da exposição (28 de fevereiro | 17h00)

 

No próximo dia 28 de fevereiro terá lugar no Museu de Arte Popular a visita guiada à exposição “Físicas do Património Português. Arquitetura e Memória”.

A visita é assegurada pelo Arq.º Jorge Figueira, Curador da exposição, e pelo Arq.º Carlos Machado e Moura, Assistente de curadoria.

A participação é gratuita e limitada a um máximo de 30 participantes, devendo as inscrições ser efetuadas até ao dia 27 para o seguinte email: servicoeducativo@map.dgpc.pt.